Palmas para Jair Ventura


O melhor time do Brasil atualmente é o Botafogo. Não em termos absolutos, já que o Alvinegro está no meio da tabela do Brasileiro, com 25 pontos e seis derrotas, enquanto o líder Corinthians ainda não perdeu e tem 22 pontos a mais. Mas proporcionalmente. Mas se levarmos em conta o investimento feito na equipe, o Botafogo é o que está colhendo mais frutos. Não apenas porque acaba de avançar às quartas-de-final da Libertadores, mas porque tem um time coeso, que joga motivado e mantém um padrão de jogo bom e eficiente.

Grande parte desse sucesso é mérito do técnico Jair Ventura. Com recursos limitados e ainda se recuperando de algumas gestões desastrosas, o Botafogo apostou em uma comissão técnica e jogadores de pouco destaque, mantendo a folha salarial modesta. Após a saída do técnico Ricardo Gomes, o então auxiliar Jair Ventura assumiu o comando do time em definitivo e completa um ano no cargo esta semana.

Já no segundo turno do Brasileirão 2016, o filho de Jairzinho mostrou que tinha um futuro promissor, levando o Botafogo a uma arrancada que culminou na classificação para a Libertadores. Este ano, era grande a desconfiança em relação ao time carioca na competição sul-americana. No entanto, já nas fases preliminares o Botafogo venceu dois adversários de tradição, Colo-Colo e Olimpia, além de Estudiantes e o atual campeão Atlético Nacional na fase de grupos. Agora nas oitavas, foi a vez de o também tradicional Nacional cair diante do Alvinegro. Tanto no Uruguai quanto na noite desta quinta-feira, no Nilton Santos, o Botafogo dominou o adversário, aproveitou as chances criadas e não perdeu o controle da partida.

O técnico Jair Ventura vem conseguindo criar opções táticas em um time que sofre com lesões, disputa três competições (está na semifinal de uma e nas quartas em outra) e que não teve orçamento para fazer super-contratações, como Flamengo, Atlético-MG e Palmeiras, por exemplo. Mesmo quando sai atrás no placar, o Botafogo parece manter a calma e seu padrão de jogo. Além disso, o treinador tem o respeito e a admiração dos jogadores, de quem consegue tirar o melhor rendimento. Quem diria que Rodrigo Pimpão e Brenner estariam um dia brigando pelas artilharias da Libertadores e da Copa do Brasil, respectivamente?

Não conheço o trabalho do treinador botafoguense de perto, mas me parece que o aspecto motivador, muito importante no futebol e, principalmente, em torneios mata-mata, também seja outro ponto forte do treinador. Fora de campo, Jair Ventura se mostra mais educado e bem preparado que muitos treinadores que estão no circuito há dez anos ou mais. Fala bem nas coletivas, é articulado, foge do "mais do mesmo" tão comum no futebol e não é defensivo no trato com a imprensa.

Diga-se de passagem: que Jair Ventura e o também novato Fábio Carille comandem os melhores times do país neste momento (comparativamente ao investimento feito na equipe e também em termos absolutos) diz muito sobre os técnicos de futebol do Brasil.

Crédito: Vítor Silva/SSPress/Botafogo

You Might Also Like:
  • White Facebook Icon
    • White Twitter Icon
    Rio 2016
    Santiago Bernabéu
    Santiago Bernabéu
    Estádio Olímpico de Berlim
    Parken Stadium
    Estádio Olímpico de Berlim
    Estádio Olímpico
    Estádio Aquático
    Maracanã
    Grand Stade de Marrakech
    Centro Olímpico de Tênis
    Arena Olímpica do Rio
    Velódromo Olímpico
    Arena Carioca 1
    Allianz Arena
    Estádio Azteca
    Allianz Arena
    Staples Center
    Grand Stade de Marrakech
    Couto Pereira
    Mercedes Benz Arena
    Max-Schmeling-Halle
    Mercedes Benz Arena
    Ciudad Real Madrid, Valdebebas
    Estádio Olímpico de Amsterdã
    José Alvalade
    Amsterdam ArenA
    Camp Nou, orelhuda
    San Mamés
    Ramón Sánchez Pizjuan
    Caja Mágica
    Santiago Bernabéu
    José Alvalade
    Monumental de Núñez
    Estádio do Dragão
    Estádio da Luz
    Benito Villamarín
    Camp Nou
    Arena Fonte Nova
    Estádio Olímpico de Berlim
    Stadion An der Alten Försterei
    Estádio Olímpico de Berlim
    Sobre a autora

    Apaixonada por futebol desde 1981.

    Entusiasta de quase todos os outros esportes.

    Turista de estádios.

    Combinando a bola no pé e os dedos no teclado em seu próprio espaço.

     

    Procura por Tags

    © 2023 by Going Places. Proudly created with Wix.com