Nuremberg, "O Clube", volta à Bundesliga


Jogadores do Nuremberg comemoram vitória e retorno à elite

Enquanto o Hamburgo ainda luta para se manter na Bundesliga, um outro tradicional time alemão celebra seu retorno à elite do futebol nacional: o 1. FC Nürnberg, mais conhecido como Nuremberg. Na Alemanha, o Nuremberg é chamado ainda de “Der Club”, ou “O Clube”, por ter sido, simplesmente, o maior campeão alemão (são nove títulos, mas apenas um após a criação da Bundesliga em 1963) até ser superado pelo Bayern em 1987 e por ter dominado o futebol do país nos anos de 1920.

Dos oito títulos do Nuremberg pré-Bundesliga, cinco foram conquistados entre 1919 e 1927, e o time chegou a ficar 104 partidas oficiais invicto entre julho de 1918 e fevereiro de 1922. Além disso, o FCN tem também quatro troféus da Copa da Alemanha em suas prateleiras. O último deles, conquistado em 2006/07, foi também a última grande glória da equipe que, no próximo domingo, pode ser campeã da Segunda Divisão alemã – enfrenta em casa o segundo colocado, Fortuna Düsseldorf, com quem está empatado no topo, com 60 pontos.

O domínio do Nuremberg nos ainda primórdios do futebol alemão se deve majoritariamente à presença inglesa. No início do século XX, os ingleses ainda eram vistos como os donos do esporte que haviam inventado, e muito cedo o Der Club procurou se fazer com os serviços de técnicos daquele país, além de jogar amistosos na Inglaterra com certa regularidade.

Além disso, após o fim da Primeira Guerra Mundial, o Nuremberg foi um dos clubes que menos sofreu as consequências do conflito. A maioria de seus jogadores voltou do front ainda em 1916, e o futebol interno da Alemanha continuou existindo mesmo nos anos de guerra – ainda que o Campeonato Nacional tenha deixado de ser disputado.

A ascensão do Nuremberg coincidiu com a da popularidade do futebol na Alemanha. Foi a partir da década de 1920 que o futebol se tornou um esporte de massa no país, e o domínio do Nuremberg criou uma aura em torno do clube, que, mesmo sem muito sucesso recente, ainda é visto como um dos maiores da Alemanha.

No fim da década de 1920, porém, o estilo lento e de passes curtos do FCN foi sendo decifrado pelos rivais. E, em 1926, a mudança da regra do impedimento fez com que apenas dois defensores marcassem a linha do “fora de jogo”, e não mais três, favorecendo um futebol mais veloz. O Nuremberg teve dificuldades de se adaptar à mudança e, com um elenco envelhecido, foi perdendo terreno no futebol nacional.

Como muitos clubes, o Nuremberg sofreu ainda com problemas financeiros e chegou a disputar o equivalente à Terceira Divisão em 1996/97, mas retorna a elite na próxima temporada após cinco anos de ausência. Se o Hamburgo conseguir o milagre de escapar do rebaixamento, pode reviver contra o FCN uma rivalidade que marcou o futebol alemão.

Os dois times protagonizaram a final mais longa do futebol nacional. Em 1922 não havia critérios de desempate, e ambos os times jogaram por mais de 180 minutos sem conseguir mudar o placar de 2 a 2. Um jogo desempate foi agendado, mas, com 105 minutos de bola rolando, e 1 a 1 no marcador, o Nuremberg se viu reduzido a apenas sete jogadores, e a partida foi suspensa, visto que tampouco havia a possibilidade de substituições. O Hamburgo foi declarado campeão, mas a federação alemã pediu que o clube renunciasse ao título, o que ele fez muito a contragosto. No ano seguinte o Hamburgo foi campeão pela primeira vez, mas perdeu o título na final contra o Nuremberg em 1923/24.

Crédito: Facebook 1.FC Nürnberg

You Might Also Like: