Convocação sem surpresas: ponto para Tite


Habemus Seleção Brasileira! Diferentemente de seus antecessores, que sempre traziam pelo menos um nome surpresa na convocação para a Copa do Mundo, Tite manteve coerência com as suas últimas listas. Entre os 23 chamados para a Rússia, não há nenhum nome que já não fosse esperado. Nem mesmo na lateral direita, onde Fagner e Danilo devem disputar o lugar de Daniel Alves, lesionado.

Como não houve surpresas, já é possível também prever o time titular inicial do Brasil – digo inicial porque na preparação para o Mundial e até mesmo nas primeiras partidas o treinador pode fazer mudanças no time ideal que tem em mente: Alisson, Fagner, Marquinhos, Miranda e Marcelo; Casemiro, Paulinho, Philippe Coutinho e Willian, Neymar e Gabriel Jesus. Talvez Firmino no lugar de Willian, que, apesar de ser o mais regular entre os 23 convocados, ainda não tem total confiança de Tite.

O time é bom e sólido. Por já estar jogando junto – e bem – há algum tempo, também é razoavelmente entrosado. É um time que, ao menos no papel, chega à Rússia para brigar pelo título. Eu, obviamente, tenho minhas ressalvas em relação a alguns poucos nomes na lista, mas gosto do trabalho que Tite vem fazendo à frente da Seleção e espero que ele tenha pulso firme para, além de colocar em campo a melhor tática dependendo do adversário, fazer as mudanças necessárias sem que o nome ou a carreira de algum jogador interfira, diferentemente de seus antecessores.

Sobre a lateral direita, que perdeu Daniel Alves esta semana, a coerência de Tite colocou Fagner e Danilo na lista. Ambos são extremamente inferiores ao titular absoluto na posição, o que faz do flanco direito o provável calcanhar de Aquiles da Seleção. Se nenhum dos dois se sair bem nos treinamentos ou nos amistosos preparatórios, há sempre a possibilidade de improvisar Marquinhos no setor, com Thiago Silva de titular na zaga.

Outras vagas ainda em aberto foram ocupadas por: Cássio, que assim como Fagner goza da confiança do ex-técnico do Corinthians; Pedro Geromel, bastante seguro na zaga do Grêmio, atual campeão da Libertadores e um dos times mais fortes do Brasil; e Fred e Taison, chamados pelo treinador para os dois últimos amistosos. Alguns veículos de imprensa também dão Filipe Luís na reserva de Marcelo como outra das vagas em aberto, mas, apesar de Alex Sandro estar jogando bem melhor que o lateral rojiblanco, Tite sempre deixou bem clara sua preferência pelo jogador do Atlético.

O melhor da convocação acaba sendo mesmo o trabalho de Tite. Além de tranquilo à beira do campo e nas entrevistas e de demonstrar ser respeitado e querido pelos jogadores, o treinador deixa clara a evolução de seu compromisso à frente da Seleção. O time joga bem melhor que antes de sua chegada e, apesar de algumas partidas modorrentas, principalmente amistoso ou jogos das Eliminatórias quando o Brasil já estava classificado, vem ganhando um padrão de jogo definido, com alternativas táticas. A coerência é mais um ponto positivo na trajetória de Tite à frente da Seleção.

Crédito: Lucas Figueiredo / CBF

Goleiros:

Alisson (Roma)

Cássio (Corinthians)

Éderson (Manchester City)

Laterais:

Danilo (Manchester City)

Filipe Luís (Atlético de Madrid)

Marcelo (Real Madrid)

Fagner (Corinthians)

Zagueiros:

Pedro Geromel (Grêmio)

Marquinhos (Paris Saint-Germain)

Miranda (Inter de Milão)

Thiago Silva (Paris Saint-Germain)

Volantes:

Casemiro (Real Madrid)

Fernandinho (Manchester City)

Paulinho (Barcelona)

Meias:

Fred (Shakhtar Donetsk)

Philippe Coutinho (Barcelona)

Renato Augusto (Beijing Guoan)

Willian (Chelsea)

Atacantes:

Douglas Costa (Juventus)

Roberto Firmino (Liverpool)

Gabriel Jesus (Manchester City)

Neymar (Paris Saint-Germain)

Taison (Shakhtar Donetsk)

You Might Also Like:
  • White Facebook Icon
    • White Twitter Icon
    Rio 2016
    Santiago Bernabéu
    Santiago Bernabéu
    Estádio Olímpico de Berlim
    Parken Stadium
    Estádio Olímpico de Berlim
    Estádio Olímpico
    Estádio Aquático
    Maracanã
    Grand Stade de Marrakech
    Centro Olímpico de Tênis
    Arena Olímpica do Rio
    Velódromo Olímpico
    Arena Carioca 1
    Allianz Arena
    Estádio Azteca
    Allianz Arena
    Staples Center
    Grand Stade de Marrakech
    Couto Pereira
    Mercedes Benz Arena
    Max-Schmeling-Halle
    Mercedes Benz Arena
    Ciudad Real Madrid, Valdebebas
    Estádio Olímpico de Amsterdã
    José Alvalade
    Amsterdam ArenA
    Camp Nou, orelhuda
    San Mamés
    Ramón Sánchez Pizjuan
    Caja Mágica
    Santiago Bernabéu
    José Alvalade
    Monumental de Núñez
    Estádio do Dragão
    Estádio da Luz
    Benito Villamarín
    Camp Nou
    Arena Fonte Nova
    Estádio Olímpico de Berlim
    Stadion An der Alten Försterei
    Estádio Olímpico de Berlim
    Sobre a autora

    Apaixonada por futebol desde 1981.

    Entusiasta de quase todos os outros esportes.

    Turista de estádios.

    Combinando a bola no pé e os dedos no teclado em seu próprio espaço.

     

    Procura por Tags

    © 2023 by Going Places. Proudly created with Wix.com